Cinco Privilégios Do Agachamento

Dieta Para Pré E Pós-treino


Quer aperfeiçoar seu desempenho no treino? A alimentação faz porção dessa transformação, saiba qual dieta acompanhar pré e pós-treino. Você sabia que existe uma alimentação para o pré-treino e outra para o pós-treino? É essencial seguir uma alimentação regrada pra que os resultados satisfatórios apareçam. Separamos novas receitas para pré e pós-treino pra cada grau. Deve ser consumada de 60 a 90 minutos antes de conceder início ao treinamento. Deve-se ingerir produtos que contenham carboidratos que são referências de energia e ajudam nos exercícios.


Carboidrato acessível: são digeridos muito rapidamente, e desta maneira conseguem causar tontura ao longo do treino. Alguns exemplos de alimentos que contém carboidrato descomplicado são pão branco, bolacha recheada, mel, açúcar. Carboidrato complexo: demoram mais pra serem digeridos, evitando desta forma a queda dos níveis glicêmicos. Alimentos que contém carboidrato complexo são pão integral, batata doce, açaí e iogurtes. Todavia cada pessoa tem um organismo diferenciado, deste modo é preciso acertar a dieta ao seu nível de atividades. Nível básico: pão integral com geleia, iogurte de frutas light e uma fruta. Grau intermediário: pão integral com queijo branco magro, iogurte de frutas light e uma fruta.


http://www.louisvuittonborseoutlet2012.com/eliminar-a-celulite-com-suco-de-limao-em-jejum/
  • Nos finais de semana, você está livre para comer um docinho, no entanto só uma porção, ok
  • 500ml de água filtrada ou mineral
  • cem gramas de peito de peru
  • Guia de Alimentos

Grau avançado: batata açucarado cozida, peito de frango ou panqueca de aveia com clara de ovo. Logo após o treino o organismo fica carente de nutrientes, vitaminas e minerais. Por isso é preciso fazer uma refeição o quanto antes, o perfeito é até 30 minutos depois do fim dos exercícios. Porém tudo que é ingerido desse tempo é absorvido, dessa forma é preciso tomar cuidado. Nível básico: arroz, feijão, carne vermelha magra, verduras e legumes ou pão com patê de atum light e suco natural de frutas. Grau intermediário: arroz, feijão, peito de frango, verduras e legumes. Pão com patê light de frango com requeijão light. Grau avançado: batata açucarado, peito de frango, verduras e legumes. Arroz, peixe legumes e verduras.


Não é aconselhável comer mais do que um pedaço por dia de banana, abacate ou figos. Beba entre dois e três litros de água por dia, essencialmente nos dias de calor e treinamento vigoroso. Reparta o consumo de água durante o dia, evitando ingerir muito líquido ao longo das refeições principais. Se em um dia for impossível seguir a dieta, não se preocupe. Todavia, tenha em mente que para compensar as calorias extras com treinamento, será melhor acrescentar o tempo de corrida suave.


http://www.devzerog.com/10-anos-mais-adolescentes-dez-vezes-melhor/

Siga regrado pela dieta, sem reduzir muito a quantidade de alimentação pra não desregular teu metabolismo. Respeite as 5 refeições diárias da dieta. É fundamental que não fique mais de três horas sem ingerir produtos. Caso teu dia for comprido, faça dois lanches maiores por dia, um de manhã e à noite, antes de dormir, com frutas e leite com miúdo teor de gordura. Experimente chá vermelho todos os dias por causa de ele colabora a exclusão de líquidos e a perda de peso, sem uma extenso quantidade de cafeína. Você tem que consumir 2 pratos vegetais todos os dias. Poderá ser legume ou verdura cozida no vapor ou pela panela, ou saladas cruas. É aconselhável comer de três a 5 porções de peixes por semana, de preferência grelhados ou cozidos e sem molhos.


Sonho de muita gente, emagrecer e preservar a suporte muscular adequada, sem flacidez, parece um intuito retirado de ser alcançado. Mas, uma boa reeducação alimentar aliada a exercícios físicos faz com que seja possível trocar a gordura por músculos. E o melhor: oferece para fazer isso em um mês, como explica a personal trainer Carine Rosin, do programa de exercícios Noiva em Maneira. Em um mês neste momento oferece pra começar a ver resultados. Claro, eles variam de pessoa para pessoa, no entanto com uma alimentação correta e um ótimo treino, é possível diminuir até dois quilos de gordura”, conta.


A massa gorda podes ser visão como um estoque de energia feito pelo respectivo organismo, diz o nutrólogo Mohamad Barakat. A outra, a massa magra, é composta não apenas por músculos, todavia por órgãos vitais, líquidos corporais e ossos. Temos então duas categorias bem determinadas, uma de reserva (gordura) e outra funcional (músculos e outros componentes vitais)”, detalha. Pra reduzir o peso sem perder o músculo, é fundamental preservar uma rotina de exercícios físicos e alimentação adequada. Poderá-se atingir esse tipo de resultado intercalando exercícios aeróbicos (pra queima de gordura) com musculação (pra manutenção e acrescento do tecido muscular)”, diz Barakat. Ele recomenda buscar o suporte de um profissional para checar e propor uma rotina de exercício correta e a alimentação ideal pro exercício.



Contudo, para quem quer tentar por conta própria, é preciso saber que sem suar a camisa três vezes por semana e sem uma alimentação correta principalmente antes e depois do treino, o propósito não será atingido. Carina explica que saber treinar é significativo. O melhor é separar o treino aeróbico da musculação”, diz. Se a pessoa quer ganhar massa muscular pela perna e no bumbum, como por exemplo, não indico que ela corra no mesmo dia da musculação. Indico em outro tempo ou em dias alternados”, recomenda.


Na alimentação, saber o que comer antes e depois do treino é essencial. A nutricionista Cecília Gravatá, da L&L Espaço Vida ao Organismo, de São Paulo, explica que é necessário consumir, uma hora antes da atividade, carboidratos complexos (integrais) e algum tipo de proteína magra. Veja outras conteúdo sobre esse tema dito http://www.devzerog.com/10-anos-mais-adolescentes-dez-vezes-melhor/ .Sem isto, o corpo vai queimar a massa muscular na hora do exercício, e não a gorda. Se o treino ultrapassar uma hora, podes ser primordial o consumo de algum carboidrato pra preservar a queima de gordura e a preservação de massa magra”, diz. O pós-treino é identicamente essencial.


Carina Rosin diz que até meia hora após o treino o praticante precisa consumir proteínas pra reconstrução e preservação muscular. Cecília inclui que, além da proteína, é necessário comer um carboidrato de absorção rápida, pra repor os estoques de glicogênio sanguíneo e não utilizar a proteína como fonte de energia. Ademais, bem como motivar a queima de gordura corporal. Uma fruta, por exemplo, é uma legal opção. Comer de três em 3 horas, preferir consumir frutas com casca a tomar sucos, ainda que naturais, impossibilitar frituras e gorduras ruins, abusar das saladas nas refeições, inclusive no jantar”, recomenda a nutróloga Ana Luísa Vilela.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *